Strict Standards: Non-static method themeGluedIdeas_Subtle::initOptions() should not be called statically in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-content/themes/gluedideas_subtle/header.php on line 19
Riopro Blog - » Modelos de negócios diferentes para lucrar na Web

Modelos de negócios diferentes para lucrar na Web



Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/formatting.php on line 82

O que existe de igual entre os sites booking.com, a aplicação para Facebook Friends for Sale e o game iZoo para iPhone e Touch? Sem quere parecer um quiz show, o fato é que todos eles extrapolam os modelos tradicionais para faturar com a internet. Não necessariamente são modelos de negócios super rentáveis (apesar de achar que o do booking.com é), mas todos tem como característica básica a tentativa de sair do lugar comum. Esse artigo ainda não é conclusivo, pois faz parte de um estudo que estamos fazendo para rentabilizar melhor o VoteBolsa. O que procuro aqui é estudar exemplos diferentes daqueles que todos conhecemos, baseados em anúncios, assinaturas ou carrinho de compras.

O Friends for Sale é a aplicação mais bem sucedida para Facebook (que eu onheço ao menos), apesar de sua idéia bobinha. Bom, nem sei se posso dizer que é tão boba assim, pois seu sucesso é monstruoso e sites como esses acabam tendo muitos acessos com idéias simples de entreter, como os recentes Peneirando ou o DaBlink. A idéia por trás do site é: venda seus amigos para terceiros e veja a valorização deles e dos outros amigos de participantes oscilar pela demanda. Até aí nada demais, mas como ganhar dinheiro com isso? A primeira coisa pensada foi a regra AAA de vários sites Web2.0: anúncios. Mas anúncios não tem uma rentabilidade tão grande, pois o percentual de clicks/acessos é baixo.

Além disso, como um site de alto trânsito, ele pode ter anunciantes que simplesmente pagam para exibir suas marcas. De qualquer forma, acho que não ficou muito satisfeito só com isso. E nisso veio a idéia genial. Ele resolveu se aproveitar da fraqueza dos viciados! Aqueles que querem comprar mais “pets” mas não tem mais créditos! A idéia é simples:

“Induza os seus clientes a clicar mais nos anúncios de uma forma boa para o cliente e ótima para o anunciante.”

Quer mais dinhero? Compre um cd da Amazon no link abaixo e ganhe créditos. Não está satisfeito, mas está curto de grana? Ok, preencha a pesquisa de um parceiro e ganhe créditos também. E assim, o número de clicks (e até mesmo o valor por click e por venda) mudam.

Já o iZoo segue um modelo que ao meu ver é menos rentável, mas ainda sim é interessante. Vários jogos e aplicações para iPhone e Touch se caracterizam por tentar obter doações ou vender os modelos avançados da aplicação. Isso é legal, mas poucos usuários estão dispostos a doar frequentemente, além do faturamento ser estanque, do tipo “recebeu uma vez, acabou” ou estarem sujeitos a cracks.

O modelo de negócios do iZoo gira em torno do usuário suportar a aplicação submetendo seu resultado on-line na iZoo Worldwide score table. A interface para acessar o site fica direto no jogo, e abre o seu browser Safari, te direcionando para o site de score. Só isso. Aí entra o velho ganho por publicidade, mas de uma maneira não intrusiva (o usuário do jogo só submete se quiser e o game deixa isso bem claro). Essa transparência gera simpatia.

A curiosidade se encarrega do resto. Afinal, quem não quer saber se, depois de perder um tempinho no jogo, tem o melhor placar da história ou o melhor placar do dia. Ao mostrar o ranking num formato apropriado para a interface do iPhone/Touch, os anúncios (sempre grandes), estão lá, em destaque. 10 segundos no site e você vê seu ranking e já está pronto para sair. Sem ter mais o que fazer, resta sair ou prestar atenção nos anúncios. Confesso, achei o modelo interessante pois eu mesmo já me interessei por um anúncio (o que é raro). Bem trabalhado e sem encher o usuário de informações, o mesmo volta para ficar vendo sua evolução…

O iZoo não é o único que usa esse tipo de interação com o usuário. Mas me parece usar de uma forma bem sucedida. O jogo é simples, com interface convidativa e um sistema de pontuação inteligente. Isso torna os usuários cada dia mais fiéis e o envio de pontos algo natural.

O booking.com, por é bastante atrativo também por dois motivos:

  1. Me parece o modelo de vendas mais real, e, portanto, o mais fácil de ter prosseguimento no longo prazo;
  2. É o mais antigo dos três, e seu modelo de relevância de informações é o mais correto que conheço.

O booking tem um conceito simples: vou te apresentar os hotéis que mais te agradam, seja por preço, localização, referências de terceiros, preço, ou até mesmo por todos esses motivos, e não vou te cobrar um centavo por isso. Bom, isso parece o modelo de negócios do google quando começou, não é? Mas o booking não tem nada de bonzinho, ele cobra do hotel. E isso dá a ele um diferencial, ele vende algo. O que torna ele agradável, é que você vai pagar o mesmo pelo hotel que nos outros sites que te cobram adiantado, mas você não vai se importar com isso, porque você vai estar lá vendo exatamente quanto custou, e se resolver desistir do hotel com até dois dias de antecedência, nada vai te custar (na verdade 90% dos casos são assim, mas os que possuem regras diferentes ou promoções extremas possuem aviso claro no site).

E o modelo de negócios dele faz sucesso não pela intermediação, mas como os aspectos da intermediação que usa para se tornar relevante. Diferentemente de sites como Expedia ou Trip Advisor, os usuários não dão opiniões sobre hotéis se cadastrando no site. Eles só podem dar opiniões ao clicar em um link de e-mail que recebem após ter estado no hotel. Isso torna a informação recente, organizada e confiável.

Além disso, o site é mais organizado que a concorrência, com localização geo-referenciada e proximidade a pontos turísticos ou empresariais auxiliam o usuário a encontrar o lugar onde o hotel (verdadeiro “cliente” do site) vai ser relevante. Pra ser melhor, só falta incluir agora hoteis brasileiros :).

Bons estudos e bons lucros. Se puder, dê dicas de outros modelos…

Informações e Links

Junte-se comentando, lendo o que os outros dizem ou colocando um link a partir do seu blog.


Outros Artigos

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/post.php on line 117
Expirando fragment cache por tempo

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/post.php on line 117
Placas de rede no Linux

Comente

Tire um tempo para comentar e nos dizer o que você acha. Alguns códigos HTML são permitidos para formatação.

Comentários dos Leitores


Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/formatting.php on line 82

Permita-me uma indicação, leia o livro Estratégia do Oceano Azul. É fantástico. Ele cria um novo paradigma o da Inovação de Valor. Vale cada minuto de leitura!


Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/formatting.php on line 82

Raphael, vou olhar o livro. Visitei seu blog e ele é bastante interessante (principalmente a parte do iphone).