Strict Standards: Non-static method themeGluedIdeas_Subtle::initOptions() should not be called statically in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-content/themes/gluedideas_subtle/header.php on line 19
Riopro Blog - » Gdd Brasil 2009 - evento em geral

Gdd Brasil 2009 - evento em geral



Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/formatting.php on line 82

Segunda estive no Google Developer Day Brazil 09. O evento era, como esperado, apenas uma grande apresentação dos produtos desenvolvidos pelo Google. As apresentações não davam ênfase em ir à fundo nas ferramentas, apenas mostrar funcionalidades (isso pelo menos nas palestras que vi). O meu objetivo era somente conseguir mais informações e trocar idéias com os engenheiros do Google sobre o desenvolvimento para o Android. E, apesar de algumas frustações, isso valeu, e muito.

Dois keynotes abriram o programa (depois da abertura institucional). O primeiro do Patrick Chanezon foi sobre HTML5. Bem interessante a palestra, falando muito sobre as novas tags video e audio. Uma das demonstrações mais legais foi a de Dynamic Content Injection que juntou um vídeo com um background só com JavaScript.

Pena que o Chanezon não falou sobre a posição do Google sobre os padrões para essas tags. A adoção de um padrão aberto, como o ogg ou um ogg aprimorado, seria de grande utilidade para os usuários em geral.

O segundo keynote foi sobre o tão falado projeto Wave, apresentado pela Stephanie do lab da Australia e Torsten de Belo Horizonte. Esse misto de email + instant messaging + repositório de documentação fez sucesso e ouvi de muitas pessoas que tinham ido lá apenas para receber senha de acesso ao sandbox do Wave. A apresentação mostrou muita interação. Mas mostrou também que o projeto é bastante complexo e que precisa ainda amadurecer um pouco.

Os robôs de tradução simultânea, correção de textos e a interação com conteúdos externos do Google como Maps e com o Youtube fizeram sucesso. O maior problema do Wave é que ele já começou completo e complexo demais. O excesso de funcionalidades pode dar algum problema mais à frente para o projeto. Agora é sentar, esperar e acreditar. Como não estive na palestra específica do Wave, apenas conversei com a Stephanie em um intervalo, entendi um pouco mais a questão de permissões e organização. Mas ainda estou aguardando a minha senha do sandbox para uma informação mais precisa (e mesmo assim, nesse primeiro momento vai ficar meio obscuro porque não vou ser administrador desse sandbox).

Após o almoço as palestras foram um pouco abaixo da média. Primeiro uma palestra sobre o App Engine, que iria falar sobre escalar aplicações. Não emocionou. Muito rasteira e deixou de mostrar melhor o produto (isso ficaria para uma segunda palestra, que pulei). Em seguida fui a outra palestra do Chanezon. Acho que essa palestra seria apresentada por outro engenheiro que não pode comparecer. Era sobre o uso do Friend Connect. O uso das APIs para permitir que um usuário acesse seu site usando um perfil já existente é algo interessante dependendo do tipo de site que você possui.

Agora sim, vamos ao Android. As palestras que eu mais esperava finalmente iriam começar. Ambas foram conduzidas pelo James Yum, um engenheiro boa gente do Google. Foram 2 as palestras. A primeira mostrava 3 diferentes formas de programar para o Android e comparava elas. A segunda passava algumas “lições aprendidas” no processo de criar aplicações para o Android.

Na primeira palestra ele mostrou que agora podemos programar ao menos parte da aplicação em C para rodar em código nativo. Isso otimizaria a performance, mas tem 2 problemas:

1) Para executar você precisa, necessariamente de uma aplicação Dalvik (ou seja a aplicação escrita em Java e compilada para a máquina virtual Dalvik do Android), que chama esse seu módulo nativo usando JNI;

2)  A documentação ainda é esparsa e as bibliotecas que você pode usar são mais restritas ainda.

Por isso o conselho dele foi: evite ter que programar em código nativo! As outras “linguagens” que poderiam ser usadas eram o Java (já usado normalmente) e AJAX. Bom, nisso nenhuma surpresa.

A palestra final foi sobre boas práticas ao criar aplicações para o Android. Essa aqui foi bem legal e vou deixar para um próximo post, porque merece um pouco mais de espaço.

A decepção foi a ausência de uma política que aproximasse mais o desenvolvedor brasileiro do projeto Android. Isso quer dizer: nada de viabilizar a compra de aparelhos para testes reais dos aplicativos produzidos. Ou seja, eBay e Mercado Livre seguem sendo os grandes parceiros dos desenvolvedores brasileiros para implementar o Android.

Links úteis:

Sobre HTML5 (todos os links abaixo vão requerer o uso de um browser que já suporte HTML5, como o firefox 3.5):

vídeo em html com troca dinâmica de background

player de áudio só usando javascript e a tag áudio

demos de HTML5 do pessoal da Mozilla

Não deixe de ver o exemplo de substituição dinâmica de conteúdo

exemplos de uso do HTML5

Sobre o Friend Connect:

apresentação sobre api’s google para deixar seu site mais social

código de exemplo do uso do Friend Connect no lado do servidor

Informações e Links

Junte-se comentando, lendo o que os outros dizem ou colocando um link a partir do seu blog.


Outros Artigos

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/post.php on line 117
Gdd Brasil 2009 - Android e as lições aprendidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/post.php on line 117
Usando o SearchLogic 2 integrado as tags do acts-as-taggable-on

Comente

Tire um tempo para comentar e nos dizer o que você acha. Alguns códigos HTML são permitidos para formatação.

Comentários dos Leitores


Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/riopro/www/blog.riopro.com.br/wp-includes/formatting.php on line 82

[…] Como prometido, esse post vai falar sobre a palestra final do James Yum no Google Developers Day (GDD). A palestra tinha o nome de “Android, a arte do debugging dos mestres Ninja”. Para mim foi uma apresentação sobre boas práticas ao criar aplicações para o Android. Eu ia escrever esse post na última sexta (3/7), mas o meu primogênito, Felipe, nasceu e mudou um pouco a ordem das coisas. Por isso, esse post é, para mim, algo realmente especial. […]